Marcamos num motel. Eu tava super na expectativa, pois ele é um homem alto, bonito... associei a sua estrutura ao órgão sexual, mas, me decepcionei. Além disso, não é viril. Meia mole, sabe? Não gostei. (Professora, 32 anos)

GEL PARA APLICAÇÕES EM EXERCÍCIOS PENIANOS

Imagem

O que os clientes comentam sobre o Libidgel...

Veja o que essas pessoas dizem sobre o Libidgel

O QUE AS GRANDES MÍDIAS ESTÃO FALANDO

ImagemImagemImagem
VEJA A OPINIÃO DE ALGUMAS MULHERES:Segundo a educadora sexual Cris Arcuri, tudo vai depender mesmo é do que se passa na cabeça do casal. "O tamanho não importa. Claro que existem mitos e verdades sobre o assunto. Mas o que importa é saber fazer. Saber excitar. Usar o corpo a seu favor", diz ela, ao citar que a média mundial do tamanho do pênis é de 13,12 cm de comprimento e 11,66 cm de circunferência, quando ereto. O que é pequeno, médio ou grande talvez seja também uma questão de ponto de vista.

Diante disso, colhemos alguns relatos femininos sobre como lidaram ou costumam lidar com homens que têm o pênis, na visão delas, pequeno:

Universitária, 22 anos: Nunca namorei nenhum cara com pênis pequeno, mas já tive relações casuais com três. O problema maior, ironicamente falando, não foi a falta de tamanho. Acho que tinham uns 12 cm (eretos) os três, respectivamente, mas sim a falta de gingado na cama. Parece que os caras quando sabem que não foram agraciados pela natureza, simplesmente, morrem na cama.

Guarda municipal, 33: Tamanho importa, faz a diferença. Mas se for preguiçoso, não vale a pena. Sou do grupo que diz que desempenho é mais importante. Antes um pequeno brincalhão, do que um grande bobão. Tenho medo do grande, porque alguns são estúpidos na hora H, e machucam. Mas já fui feliz com um pênis de médio para pequeno. Jorge era muito bom no que fazia. Deu até saudade.

Sommelière de cerveja, 32: Sou uma defensora dos pintos pequenos. Pelo que percebi ao longo da vida, os caras que têm noção que não foram tão privilegiados, em geral, são mais gentis, e não só na cama. Na vida. Não tem a arrogância que injustamente são atribuídas aos ditos pintos pequenos com carros grandes. E outra: pinto pequeno faz um bocado de coisa, inclusive sexo anal, que a maioria das mulheres - no caso, as amigas com quem converso, e me incluo nessa - adoram, mas sofrem quando o cara é mais avantajado. Pinto pequeno faz de tudo e, tendo uma grossura padrão, faz muito gente feliz, sim!

Publicitária, 33: Eu acho que tamanho, definitivamente, não é documento, e desempenho compensa. Se o cara for bom, e se a química for gostosa, tá lindo. Às vezes o cara é grande demais, não sabe usar, e fica uma porcaria. Esse negócio de grande demais não é bom, não. Tem que ser o tamanho exato. Às vezes, se for pequeno, e o cara souber, não tem problema. Aonde tiver língua e dedo…

Professora, 32: Bem, eu conheci esse cara numa entrevista de emprego há uns 4 anos e desejava muito ficar com ele. Mas o tempo foi passando e então fomos dormir juntos. Marcamos num motel. Eu tava super na expectativa, pois ele é um homem alto, bonito... associei a sua estrutura ao órgão sexual, mas, me decepcionei. Além disso, não é viril. Meia mole, sabe? Não gostei.

Jornalista, 30: Eu conheci um boy e comecei a conversar com ele. Conversa vai, conversa vem, ele foi me buscar em uma festa em que estava e saímos. Foi 'a decepção'! Pelo tamanho dele eu nunca ia imaginar o que estava vendo. Parecia meu dedo indicador. Na penetração, nem a camisinha aguentou. Fiquei desesperada procurando e não encontrei. Nem o desempenho foi bom. Quando então, sinto algo estranho dentro de mim e, surpresa! A camisinha tinha entrado durante a tentativa. Ele deve ter ficado com muita vergonha porque eu não conseguia disfarçar. Nunca mais me procurou.

Jornalista, 35: Já tive três parceiros com esse perfil (pênis pequeno): dois muito bons nas preliminares e no ato. Eram muito seguros. O terceiro, nem tanto. Se preocupava muito com a estética, o que afetou o relacionamento. Conclusão: depende mesmo da dedicação, interação e química do casal, não do tamanho.

Secretária executiva, 32: Uma amiga me apresentou um amigo dela. Conversávamos madrugada adentro pelo saudoso MSN, até que resolvemos pegar um cinema. Ficamos e os encontros se tornaram frequentes e cada vez mais calientes. Até que em um dia estava na casa dele e o clima começou a rolar. Melhor preliminar de todos os tempos, sexo oral maravilhoso, até que quando eu vou ver o instrumento... Pááá! A surpresa era que não tinha surpresa. Fiquei chocada, tesão sumiu. E ele não apresentou nenhuma camisinha. Pedi pra ele colocar, e ele se negou dizendo que não tinha, mas que não deveria me preocupar porque ele era infértil. Nem sei se existe camisinha para aquele tamanho, mas muita falta de noção me propor uma coisa dessas. Me afastei.

Autônoma, 32: Eu tinha um melhor amigo desde os tempos da escola, e ele foi durante anos apaixonado por mim; até fizemos uma promessa que perderíamos a virgindade juntos – o que não rolou da minha parte. Mas, depois de quase 10 anos da promessa, estávamos já com 22 anos, acabei apaixonando por ele, e transamos. Foi a primeira vez dele. E foi incrível. Era bem pequeno. Eu não tinha muita referência, mas notei a diferença dos outros que já tinha visto. Mas foi gostosinho, gozamos, até choramos de lindeza quando acabou.

GEL PARA APLICAÇÕES EM EXERCÍCIOS PENIANOS

Imagem
ATENDIMENTO AO CLIENTE 
libidgel@gmail.com
PRAZOS DE ENTREGA!
Prazo de entrega de 7 dias úteis para estados de RJ, SP, demais estados prazos de 12 dias.